Does it make any sense?! No? So, welcome.
29
Out 09
publicado por Andi, às 13:39link do post | comentar

 

 

 

 

 

O aparecimento da internet há quarenta anos atrás.


26
Out 09
publicado por Andi, às 20:22link do post | comentar

Ironia das ironias, lógica num blog que se diz irracional. Ou talvez não. Eu durante muito tempo fui uma rádio addict, e agora começo a recomeçar nisso outra vez. Ouvir rádio na internet tem a vantagem de sabermos sempre o que ouvimos. Estava eu neste momento a estudar (!) quando ouço uma daquelas músicas que não farta ouvir. Obviamente mais velha que eu (parece quase um requisito para eu considerar a música boa), não estivesse eu a ouvir a m80, quase a única rádio que ouço, aqui está ela:

 

When i was young
It seemed that life was so wonderful
A miracle, oh it was beautiful, magical
And all the birds in the trees
Well they´d be singing so happily
Oh joyfully, oh playfully watching me
But then they sent me away
To teach me how to be sensible
Logical, oh responsible ,practical
And they showed me a world
Where i could be so dependable
Oh clinical, oh intellectual, cynical

There are times when all the world´s asleep
The questions run too deep
For such a simple man
Won´t you please, please tell me what we´ve learned
I know it sounds absurd
But please tell me who i am

Now watch what you say
Or they´ll be calling you a radical
A liberal, oh fanatical, criminal
Oh won´t you sign up your name
We´d like to feel you´re
Acceptable, respectable, oh presentable, a vegetable!

At night when all the world´s asleep
The questions run too deep
For such a simple man
Won´t you please, please tell me what we've learned
I know it sounds absurd
But please tell me who i am, who i am ,who i am.

música: logical song - Supertramp

24
Out 09
publicado por Andi, às 13:05link do post | comentar

Como já vem a ser habitual, venho aqui dar a conhecer o que têm sido a minha leitura nestes últimos tempos, como estive de férias, tive muito mais tempo, o qual aproveitei para ler alguns livros que tinha guardados, aqui vai uma espreitadela por essa leitura de Verão.

 

 

A Queda de Atlântida, de Marion Zimmer Bradley

 

 

Já tinha começado a ler um livro da autora anteriormente, mas por alguma razão que não me lembro não cheguei a acabar. Achei este livro muito decepcionante, não gostei da história, achei que não tinha uma continuidade. Não gostei, ponto.

 

Classificação: 7/20

 

As Aventuras de Tom Bombadil, de J.R.R. Tolkien

 

 

Bem, este é um clássico, decidi ler para também ver como era a escrita de Tolkien para além da trilogia e do Hobbit, que também está relacionado com a trilogia, que foram os livros dele que li até agora. Apesar de ter uma primeira parte daqueles poemas característicos dele, e que eu pessoalmente não aprecio muito, as outras histórias compensaram. Não tem qualidade comparável com os outros livros, mas pronto é Tolkien. Tolkien é Tolkien.

 

Classificação: 13/20

A Fúria das Vinhas, de Francisco Moita Flores

 

 

Porque não leio só escritores estrangeiros, A Fúria das Vinhas foi a minha escolha. Um livro com muita História por trás, com traços de Ciência também, um livro que falta de perseverança e teimosia, características que eu aprecio, aliás como apreciei o livro também.

 

Classificação:16/20

 

Orgulho e Preconceito, de Jane Austen

 

 

 

Livro da famosa escritora inglesa Jane Austen, considerado por muitos a sua maior obra-prima. Li este livro quando fiquei doente (nas férias, que sorte a minha!) e li-o muito rápido, em dois, três dias despachei-o. Apesar de ser uma escrita muito pomposa e formal gostei muito do seu desenvolvimento e consegui antever algumas críticas subliminares à sociedade da altura, bem como aos costumes  e modo de pensar e agir. Após ler o livro vi o filme e agradou-me, embora se o contrário tivesse acontecido, presumo que não gostaria tanto do livro ou vice-versa.

 

Classificação: 19/20

 

O triunfo dos Porcos, de George Orwell

 

 

Livro relativamente simples de ler, mas com uma mensagem bastante poderosa. Uma fábula política que nos faz pensar.

 

 

Classificação: 15/20

Cem Anos de Solidão, de Gabriel Garcia Marquez

 

 

Gostei particularmente deste livro, achei a história muito interessante, gostei da forma como foi articulada, enfim, gostei mesmo. Tenho uma certa empatia pelos escritores da América Latina, não me perguntem porquê, mas penso que o seu modo de escrever é peculiar, é diferente.

 

Classificação:19/20

 

O Cão dos Baskervilles, de Sir Arthur Conan Doyle

 

 

 

Foi o primeiro livro deste grande senhor que li, e certamente não será o último. Comecei pelo fim é certo, mas os dados revelados neste livro não me irão tirar o prazer desta saga. Gostei do livro, é simples e traz suspense. No entanto, achei que o fim foi revelado um pouco antes do que era desejável, retirando um pouco aquela ansiedade de saber o final.

 

Classificação: 16/20

 

 

Os Despojos do dia , de Kazuo Ishiguro

 

 

Finalmente o último livro escolhido revelou-se uma escolha muito, muito, muito triste. Eu quando me decido a ler um livro, leio-o até ao fim, não deixo pelo meio, não espero um mês para voltar a ler, é verdade, eu massacro-me, mesmo que o livro esteja a ser uma tortura. Este livro foi um deles. Livro chato, chato, chato! O autor de origem japonesa, mas que cresceu sendo um inglês, não podia ter tornado o livro mais chato. Li este livro pensando que algo se iria alterar, algo iria trazer alguma vivacidade à leitura, mas nada. Eu sei que o autor pretendeu ter uma crítica sátira e irónica da sociedade inglesa que o livro retrata, ao típico mordomo inglês, mas, na minha opinião, não o fez da melhor forma.

 

Classificação: 4/20

 

 

E pronto, eu sei que esta espécie de rubrica saiu um bocado tarde, mas cá está. Neste momento encontro-me a ler A Ordem Natural das Coisas, de António Lobo Antunes,

sinto-me: rato de biblioteca

22
Out 09
publicado por Andi, às 12:29link do post | comentar

1. O escoamento em Lisboa é óptimo! Não há nada que eu adore mais nesta cidade. O único pormenor que eu gostava de ver resolvido era que ele realmente existisse. Muito simples, na terça-feira enquanto me dirigia à faculdade, com o meu guarda- chuva foleiro, mas essencial em dias de chuva, que até por acaso nem chovia muito, ia eu pelos caminhos tortuosos daquela imitação de relvado em frente à reitoria, pensando que era o Rambo, ao caminhar sobre a relva lamacenta, desviando-me dos carros, e correndo nas passadeiras, o que realmente aconteceu foi que fiquei alagada até às cuecas, e por conseguinte faltei à aula. Para além de tudo o que referi, e acrescentando que nesse trajecto não existem passeios, pois estão a ser remodelados, tenho ainda que agradecer aos condutores conscientes que quando vêm uma autêntica ribeira na estrada, em que há uma altura estupidamente elevada de água, aceleram como a Elisabete Jacinto no Lisboa-Dakar. Um sincero muito obrigado!

 

2. Dar sangue não custa nada. Hoje fui fazer a minha primeira doação e sinceramente, é algo que até pode ser agradável. Neste momento escrevo com o meu braço esquerdo com dois pensos, e não me custa teclar (grande coisa não?). Por isso não sejam pussys e façam como eu.

 

3. A última constatação é do conhecimento geral (right...), eu não tenho tido motivo, pachorra, motivação para escrever no blog, Preciso de um brainstorm!

sinto-me: sem sangue! xD
música: Teardrop - Massive Attack

15
Out 09
publicado por Andi, às 13:28link do post | comentar
"In the words of our President: "Climate change is having a real impact on the lives of individuals and communities around the world.

We must do something about it.

In December in Copenhagen, our leaders will have an opportunity to come up with a robust agreement that is viable and will make this planet a better place.

Join us in this campaign.

Join us to work with the leaders to ensure we begin to tackle seriously the issue of climate change."

tck tck tck

It's time for climate justice!"
</p>

 

Participem, informem-se aqui. Get involved!

sinto-me: Ambientalista
música: Beds are burning

09
Out 09
publicado por Andi, às 18:35link do post | comentar

Não é novo por aqui que eu admiro e deposito alguma esperança no presidente Obama. Bem, de facto os herdeiros de Alfred Nobel que entregam todos os anos os famosos prémios em diversas categorias, concordaram comigo e ofereceram o Nobel da Paz a Obama. Yes, we can!

 

 

sinto-me: Yay!
música: Speech of Obama

02
Out 09
publicado por Andi, às 14:18link do post | comentar

Pois é, aparentemente o esqueleto de Ardi é mais antigo do que o da nossa querida Lucy. Ardi que viveu há 4.4 milhões de anos atrás, segundo o que os cientistas sugerem, foi dos primeiros hominideos a andar em duas pernas. Baixinha e um pouco peluda, é certo acredito que vai ajudar a perceber o elo perdido entre nós e os chimpazés, vai ajudar a compreender melhor a nossa evolução.

 

Aqui fica o vídeo.

 

 

sinto-me: cientista

01
Out 09
publicado por Andi, às 19:18link do post | comentar | ver comentários (2)

quando na fila do almoço, como bebida para acompanhar um bacalhauzinho, pedem um copinho de leite bem fresquinho. True stuff!

sinto-me: estupefacta

pesquisar neste blog
 
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
23

25
27
28
30
31


subscrever feeds
blogs SAPO