Does it make any sense?! No? So, welcome.
03
Set 07
publicado por Andi, às 20:51link do post | comentar | ver comentários (4)

Respirou fundo, lentamente, como se quisesse preservar a vida toda que tinha dentro de si e resguardá-la num sítio tão longínquo e inatingivel que ninguém a pudesse alcançar. E como vida, ela entendia ser a sua liberdade, as suas memórias felizes,os seus desejos...
 
Passou pelo carreiro desgastado pelo tempo e pelas assombrações de tristeza e solidão que vagueavam por toda a Instituição, encontrava-se rodeado de ervas daninhas, que davam ao jardim um ar de abandono e consequente descuido. Ia devagar, medindo os seus passos, Arminda estava cada vez mais próxima, já conseguia ver nitidamente as suas feições, a cara cansada e o rosto marcado por rugas que tanto o tempo como a amargura provocavam. Mas mesmo perante esta imagem, no mínimo, perturbante, Fantasia avançou corajosamente.
 
Ao aproximar-se da porta de entrada não pode deixar de reparar que estava a acontecer algo, as pessoas encontravam-se agitadas e ouvia-se as vozes ansiosas da rua,o que era muito raro pois não eram permitidas tais liberdades. E a figura de Arminda,sempre à porta, rígida e estática, contudo Fantasia pareceu vislumbrar um sorriso a bailar-lhe nos lábios, se bem que um sorriso forçado e um tanto ou quanto hipócrita e fingido.

Retirado da Internet

sinto-me: mazinha por não avançar muito

pesquisar neste blog
 
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
14

16
18
20
21
22

23
24
26
29

30


subscrever feeds
blogs SAPO