Does it make any sense?! No? So, welcome.
30
Abr 08
publicado por Andi, às 21:38link do post | comentar

...de números, letras aleatórias, hieróglifos , símbolos inventados, escrita runa (...) já tudo me parece igual, apenas uma espécie de gatafunhos incompreensíveis que perpassam pelos meus olhos que tentam registar o que vêm, mas não o conseguem, pois tudo o que havia em mim que conseguia ter uma linha de pensamento racional, foi-se. Chegou finalmente a irracionalidade pura e simples, como se até agora ela estivesse misturada com impurezas e eu apenas a decantei. Eu ou os outros, sim os outros, que me obrigam a trabalhar incessantemente, a caminhar para um destino inexistente, quiçá o sistema me obriga.

Por isso não tenho escrito, tenho andado atulhada com treta até ao pescoço, não consigo escrever nada decentemente, tenho a minha história ainda no início, mas meus caros, mais tarde, mais tarde, mais tarde... Daqui a uns dois meses  vou poder recuperar da maravilha que é o desgaste que os exames e a escola, e a porcaria de trabalhos inúteis são, até lá, vou tentar actualizar o blog, mas sem prometer escrever qualquer coisa decente.

tags: , ,
sinto-me: esgotada
música: neste momento nem ouço

14
Abr 08
publicado por Andi, às 19:19link do post | comentar | ver comentários (3)

Quanto mais me dizem sim, menos eu quero. Quanto mais me tentam convencer, mais céptica me torno. Quando é suposto eu gostar de coisas "femininas", e ter certos comportamentos que ficam bem a qualquer menina da minha idade, não os tenho, e orgulho-me disso. Serei menos mulher por isso? Não o sinto, aliás sinto-me mais mulher por ser como ser, sem ter que fingir que gosto de falar sobre limpezas e a melhor maneira de arranjar as unhas, e pintá-las de mil e uma cores, nem ir constantemente às compras, embora admita que esporadicamente faz muito bem. Gosto de andar descalça, gosto de esfregar os olhos com muita força de manhã, para acordar, sem ter a preocupação se estão borrados, gosto de estar confortável, gosto de saber que se estiver atrasada posso correr à vontade, pois os sapatos assim o permitem... Gosto de sair de casa, e dar voltar por aí, gosto de ver os bichos que passam na parede e às vezes tocar neles. Gosto, não gosto, gosto, não gosto, gosto, não gosta... Não importa, os gostos são mutáveis, mas a minha essência não (pelo menos assim espero), e se isso significar ser uma espécie de ET em algumas situações, que o seja! Pronto, mais uma confidência irracional. Demência libertada por fim.


Só para dizer que podem mandar as respostas ao desafio fragmento para o meu email, que que esses mesmo textos vão ser postos aqui daqui a duas semanas.
sinto-me:
música: Just like heaven - The Cure

23
Mar 08
publicado por Andi, às 23:24link do post | comentar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Solidão.

tags: , ,
música: Swanee River Rock - Ray charles

09
Dez 07
publicado por Andi, às 17:47link do post | comentar

Nesta época em que todos se preparam para encher a casa com prendas e tudo o mais, ontinuo a assistir a notícias que me envergonham. O Natal deixou de ser Natal para passar a ser apenas mais uma celebração de consumismo e exibicionismo. Sei que pareço uma septuagenária amarga e solitária a falar, mas a minha capacidade de (não) compreensão das coisas leva-me a agir assim. Então esta é a partilha,a solidariedade, a alegria do Natal...Claro que as pessoas nesta época envolvem-se em bastantas campanhas de solidariedade, são todas muito boazinhas, fazem caridade para com os mais necessitados, etc, etc... Durante alguns dias. Enquanto é politicamente correcto fazê-lo, e é giro. Depois? Depois já ninguém necessita, volta tudo ao normal... Afinal, o Natal não é todos os dias. Aliás, correcção, muitas crianças nem devem saber o que é o Natal... Chamem-me ingénua, ou utópica, mas, por vezes,dou por mim a pensar que se todos tivessem um pouco de consciência das abissais diferenças que existem entre as pessoas, talvez tudo corresse um pouco melhor... Talvez tudo fosse mais suportável.

Basta de discursos morais, ou de especulações, mas essencialmente, basta de irracionalidades!!!

música: Bedshaped - Keane

02
Dez 07
publicado por Andi, às 23:31link do post | comentar

 

 

 

 

A trasparência, que muitas me faz sentir quase invisível... O facto de tentarem analisar-me como a um simples raio-x,  o diagnóstico precipitado, a rapidez da observação, o olhar fugaz que percebe tudo... Ou pelo menos assim o pensa.

 

 

É assim que muitas vezes me sinto...

música: Come as you are - Nirvana

24
Nov 07
publicado por Andi, às 23:13link do post | comentar | ver comentários (3)

Existem várias coisas que não compreendo e acho completamente irracionais. Existem outras que me irritam pelas mais variadas razões. E ainda existem outras que, simultaneamente,me irritam e que eu não compreendo de todo!

 

A violência doméstica faz parte dessas coisas que abomino e que não têm qualquer razão de ser. É algo que mexe comigo, que me revolta profundamente! Costumo ser uma pessoa pacata, mas existem estas coisas que me tiram completamente do sério. Estarão-se a perguntar o porquê desta divagação... Bem isto vem em consequência de uma notícia que vi. Oito mil mulheres em nove meses... Isto são os casos em que houve denúncias, eu nem quero pensar no número REAL de mulheres que sofre violência, na maior parte das vezes, do rico maridinho... Este número  de casos, só destes nove meses, foi superior ao de 2006. A cada momento que passa irrito-me mais um pouco. Talvez devesse pensar pelo lado positivo (?!) e acreditar que o número aumentou, não porque a violência aumentou, mas sim porque o número de denúncias aumentou... Infelizmente não consigo ser tão optimista.

 

Amanhã é o Dia Internacional para Eliminação da Violência Contra a Mulher. Solidarizo-me com todas essas vítimas que de uma forma ou de outra sofrem violência, não apenas física. Existem vários tipos de violência, para mim a discriminação é uma espécie de violência. A perspectiva altva com que alguns homens, e mesmo mulheres, infelizmente,  têm do sexo feminino é deprimente. A ideia enraizada desde séculos que a mulher é um ser frágil e inseguro, que necessita de um homem para se guiar e que não é tanto capaz de certos feitos como os homens leva, inconscientemente, a uma submissão perante os homens. Felizmente algumas mulheres já se livraram da ideia de inferioridade. Não digo que todas sejamos assim, mas por vezes existe uma ideia de incapacidade, se bem que muitas vezes inconsciente, que nãonos eprmite arriscar, dar um salto! Não digo que haja uma igualdade entre os dois sexos, na verdadeira acepção da palavra, porque tal é impossível.  Poderia sim haver uma igualdade perante a lei, uma igualdade de direitos, em qualquer direito, desde os mais insignificantes até aos mais importantes.

 

Já fui confrontada com algumas situações em que o único factor que contou foi o facto de ser mulher, mas nunca deixei que me fizessem sentir inferior e humilhada. Espero que nunca se sintam também!


19
Set 07
publicado por Andi, às 21:29link do post | comentar | ver comentários (4)

Estava eu na minha habitual rotina de ir "cuscar" blogs, quando me deparo com algo que me fez um pouco de impressão e por isso não posso deixar de o mencionar aqui... Aliás, se não tivesse lido o dito post nem escreveria hoje.

 

Ao visitar o blog da Suspeita do Costume, vi um post (de entre muitos) que me interessou peculiarmente, acerca de verdadeira atrocidades que esse insignificante animal que se auto-denomina de Homem e racional comete diariamente.

 

Como quando fico curiosa, não paro, fui ver o blog mencionado, quando encontro um post que me toca particularmente. Além de ser uma rapariga ainda menor, que tinha a mesma idade que eu, quando o crime que o seu namorado cometeu se deu. E que poderia perfeitamente ser eu, não fosse a aleatoriedade de tudo isto. Para além de ser totalmente inocente, Delara foi culpada sem algum indício de provas contra si, e condenada a três anos de prisão e umas quantas chicotadas por roubo e "relação ilícita". Como se tudo isto não fosse uma uma grande barbaridade e uma completa violação aos Direitos Humanos, esta jovem espera a sentença de morte na cadeia.

 

 

Toltalmente irada reparo em certos pormenores que são comuns a Fantasia. A genialidade na pintura, a prisão, se bem que em perspectivas completamente distintas, o facto de lhe terem tirado os materiais de pintura, a tentiva de fuga (neste caso, a tentativa de suícidio)... São apenas pormenores, mas fez-me tal impressão uma personagem saída do meu imaginário ter algumas coisas em semelhança com alguém real, embora sejamos francos a situação de Fantasia é de longe melhor que a Delara.

 

Portanto não pensei sequer uma fracção de segundo para assinar a petição feita para libertar esta jovem.

 

É em momentos como esse que eu me sinto completamente envergonhada por viver nesta injustiça que é considerada normal e mais que legítima...

 

sinto-me: indignada

10
Set 07
publicado por Andi, às 16:11link do post | comentar

É verdade, as férias (?!) acabam hoje para mim. É altura de voltar à escola. E não pensem que estou triste ou contrariada com este começo de aulas. Não. Há muito que esperava por isso. Estas férias foram demasiado longas, demasiado estranhas e aborrecidas, até para mim!

 

Portanto estou com vontade de regressar a esse rebuliço que nunca me tirou muito o juizo, e de que sempre gostei. Estou apenas a tentar afugentar esta preguiça que me impede de levantar antes do sol já estar bem alto no horizonte, e de fazer o que quer que seja ao longo do dia.

 

Sinto-me optimista e nem um pouco preocupada. Chamem-me tola, mas é assim que me sinto.

 

tags: , ,
sinto-me: contente
música: Shadows and Regrets - Yellowcard

09
Set 07
publicado por Andi, às 19:37link do post | comentar

Eu a pensar que, como mulher sabia minimamente a anatomia e fisiologia femininas,mas aparentemente, não estava tão informada quanto isso...

 

Então também temos próstata? Está bem está! Agora só ficarei satisfeita se encontrarem ovários ou qualquer coisa que se pareça com isso nos homens, ah, e já agora, descobria-se que os homens também podiam ter o período, isso sim, seria uma revolução!!

 

Vejam aqui a noticia.

 

 

sinto-me: intrigada...

05
Set 07
publicado por Andi, às 21:55link do post | comentar | ver comentários (6)

Foi-me passada uma batata quente daquelas... O "Desafio da Taça" foi-me proposto pelo Flame, e consiste em descrever o meu estado de espírito neste momento. É-me dificil fazê-lo, não consigo expressar na integra como me sinto, até porque não me conheço tão bem quanto isso. Existem pedaços de mim que eu não consigo explicar, nem expo-los de maneira coordenada, organizada e racional. Ou não fosse este o blog do irracional...

 

 

Estar a escrever tão abertamente sobre o que sinto não é meu costume, mas existem excepções. E esta é uma delas.

 

Então vamos ao principal. Como me sinto??

 

Agora sinto-me relativamente bem. Trago sempre presente uma sensação de ligação e de obrigação perante muitas coisas. E nem sempre lido bem com isso. Neste momento não me sinto especialmente incomodada com isso. No entanto, existem momentos em que me sinto completamente sufocada, asfixiada e não consigo ficar entre quatro paredes. Anseio por uma fuga, uma quebra desta rotina, desta hipocrisia que é por vezes tudo o que  me rodeia.

 

Luto contra esse sentimento, sei que isto não vai ser sempre assim, mas não me acomodo, não consigo. Libertação é por vezes  a palavra de ordem para mim, nada existe sem isso, nada faz sentido. 

 

Sinto-me, neste momento, um pouco subestimada, muitos me dizem que não consigo, ou não dizem, mas sinto isso.

 

Mas, apesar de tudo, sinto-me contente pelos bons amigos que tenho e que me acompanham nesta trapalhada que é a minha vida. Amores? Nem comento, não há nada a dizer.

 

Depois de ter assustado (quase) todos mostrando um pouquinho de mim,passo este desafio ao Jossy e ao Mijão. Vá,quero ver isso!!

 

tags: , ,
sinto-me: Transparente
música: With Me-Sum41

pesquisar neste blog
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds
blogs SAPO