Does it make any sense?! No? So, welcome.
26
Out 10
publicado por Andi, às 22:04link do post | comentar | ver comentários (3)

 

 

 

 

Num local tão enigmático e inconstante como os Açores, a minha terra, onde o tempo caprichoso gosta de nos presentear com chuvadas intensas e rápidas ou chatear-nos com chuva miudinha durante horas, que parecem intermináveis, a chuva é desejada por muitas e detestada por outros. Não consigo descrever com exactidão todas essas imagens e ideias que me passam pela cabeça, acho que a nostalgia e a saudade toldam-me a escrita, pelo menos hoje, acho que outras vezes aguça-a. Ou será apenas impressão minha?!

 

Pesquisei nas minhas fotos mais antigas e encontrei esta que foi tirada num dia após ter chovido e achei curiosa a cor do céu. Parece estar em chamas, contrasta bastante com a chuva, que anteriormente preenchia o nosso espaço.

 

Quando vi o tema deste mês de Outubro da Fábrica de Letras pensei instantaneamente, que cheiro tem a chuva?! Lembrava-me de outros cheiros muito característicos, a erva cortada, cheiro de uma mata, de maresia, de cozinhados, de roupa lavada,... Mas e a chuva?! Gosto de apanhar chuva e depois poder trocar de roupa para outra quente e sentir esse conforto. Sim, a Irracional aqui às vezes é uma romântica do mais cliché que pode existir, outras vezes é uma "besta analítica". O que quero dizer é que quando penso em chuva não me ocorre o seu cheiro.

 

Pensei nisso durante algum tempo, pois já sabia qual o tema há uns dias atrás. Mas só hoje decidi escrever, porque agora se me revelou a resposta. A chuva não tem cheiro, contudo depois de chover fica algo de indecifrável no ar. E a resposta é bastante simples, na minha opinião, a chuva lava as coisas, tudo aquilo em que toca. Desaparece o cheiro da poluição, de suor, de excrementos, de Humanidade. As coisas reganham o seu cheiro. A chuva devolve a autenticidade. Passageiro é o efeito, obviamente, mas ainda lhe dá mais valor, pela sua efemeridade. Acho que consegui arrecadar mais uma razão para se gostar de chover.

música: Jamie Cullum - I Get A Kick Out Of You

15
Dez 09
publicado por Andi, às 17:15link do post | comentar | ver comentários (1)

Neste momento estou demasiado chateada e irritada para ter em consideração qualquer mágoa hipócrita que possam vir a ter com o que vou escrever, ou qualquer comentário pseudo-intelectual sobre o problema da insularidade.

 

O que se passa, não sei se sabem, é que se está a dar uma grande vaga de frio no continente, Nosso Senhor nos livre de passarmos algum frio, porque em nossa casa ninguém tem aquecedores... Eu sei que o frio é mais preocupante na zona do interior e para quem realmente não tem forma de aquecer convenientemente a casa, isto tudo "agrava-se" nos idosos. Sei issto tudo...

 

Agora uma notícia de menor expressão é a ocorrência de grandes inundações na ilha Terceira, a minha ilha, a minha zona, que ligeiramente arrancou alcatrão à estrada e pôs carros a voar que nem a Mary Poppins. Não houve mortos, pois as pessoas fugiram para um lugar seguro, contudo houve algumas pessoas hospitalizadas. E a minha pergunta é, porque é que quando eu vi uma notícia muito sumária sobre o assunto mostraram imagens de Angra?? E depois, a questão que me apoquenta mesmo, a meteorologia, a protecção civil. Eu sou sincera, tantos anos a morar nos Açores fizeram-me desacreditar um bocado nas previsões metereológicas, e não sou a única. Não havia qualquer indício que isso iria acontecer? Foi apenas uma réplica do grande dilúvio que aconteceu há milhares de anos atrás, onde anda o Noé? A questão é que eu acho que ninguém estava muito preparado para o que aconteceu. A segunda questão é não haver qualquer tipo de aviso prévio, houve algum tipo de alerta? Que eu tenha tido conhecimento não, mas por outro lado eu, que neste momento estou no continente estou farta de saber que estamos em alerta amarelo por causa do frio.

 

Ah e tal tens que perceber que o continente tem muitas mais pessoas que essa ilha. Eu sei, mas isso não é qualquer tipo de justificação para o que acontece sempre, é apenas o reflexo da perspectiva egoísta e narcisista que tenho vindo a assistir todos os dias, o canibalismo esfomeante que nos consome a todos. Estão a morrer debaixo de lameiro? Não interessa, desde que tenhamos temperaturas tropicais no continente a meio do Inverno.

 

Cut the crap.

 

E só um aparte, o que aconteceu, só aconteceu devido a uma descarga de água enorme, tão grande que até me arrepio, pois já estou em Lisboa há um ano e tal e a inundação que houve o ano passado, teria sido catastrófica se tivesse sido provocada com tamanha quantidade de água. Aí teríamos morrido todos e ido parar ao fundo do Tejo, com os peixes mutantes.

 

Para quem queira comprovar o que acabei de dizer, aqui ficam as notícias.

sinto-me: irritada

22
Out 09
publicado por Andi, às 12:29link do post | comentar

1. O escoamento em Lisboa é óptimo! Não há nada que eu adore mais nesta cidade. O único pormenor que eu gostava de ver resolvido era que ele realmente existisse. Muito simples, na terça-feira enquanto me dirigia à faculdade, com o meu guarda- chuva foleiro, mas essencial em dias de chuva, que até por acaso nem chovia muito, ia eu pelos caminhos tortuosos daquela imitação de relvado em frente à reitoria, pensando que era o Rambo, ao caminhar sobre a relva lamacenta, desviando-me dos carros, e correndo nas passadeiras, o que realmente aconteceu foi que fiquei alagada até às cuecas, e por conseguinte faltei à aula. Para além de tudo o que referi, e acrescentando que nesse trajecto não existem passeios, pois estão a ser remodelados, tenho ainda que agradecer aos condutores conscientes que quando vêm uma autêntica ribeira na estrada, em que há uma altura estupidamente elevada de água, aceleram como a Elisabete Jacinto no Lisboa-Dakar. Um sincero muito obrigado!

 

2. Dar sangue não custa nada. Hoje fui fazer a minha primeira doação e sinceramente, é algo que até pode ser agradável. Neste momento escrevo com o meu braço esquerdo com dois pensos, e não me custa teclar (grande coisa não?). Por isso não sejam pussys e façam como eu.

 

3. A última constatação é do conhecimento geral (right...), eu não tenho tido motivo, pachorra, motivação para escrever no blog, Preciso de um brainstorm!

música: Teardrop - Massive Attack
sinto-me: sem sangue! xD

pesquisar neste blog
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds
blogs SAPO